Recomendo

A história de Nicky Cruz é parecida com a de milhares de jovens e adolescentes que vivem nas grandes cidades espalhadas pelo mundo. Rejeitado pelos pais, carente de afeto e atenção, ele fez das ruas o seu lar, dos amigos, a sua família. E acabou vivendo em um território sem lei, onde os fortes subjugam os fracos; onde não há espaço para os valores éticos e morais; onde tudo é conseguido na base da violência... Ainda que seja preciso matar.

“Pedras que Rolam”

Assim somos nós no Corpo de Cristo. Cada um tem um formato diferente do outro, mas não deveríamos conseguir ficar distantes uns dos outros. Devíamos, isto sim, ser atraídos mutuamente pelo magnetismo do amor de Deus derramado pelo Espírito Santo em nossos corações.

Uma olhadinha à sua volta e você vai constatar que alguns membros do Corpo de Cristo são altos, outros são baixos, uns são gordinhos, outros são magros, uns são calvos, outros de cabelo... de cabelo ruivo e de cabelo grisalho... as pessoas são diferentes.

Luz nas Trevas

A força do evangelho está na transformação que ele produz; precisamos nos libertar do velho homem com todos os seus resquícios e sermos revestidos de uma nova vida. Imagine uma esposa que diz para o seu marido, "Eu, agora sou crente, vou a igreja, leio a bíblia, sou diferente", mas continua a brigar com o marido por tudo, a falar mal da vizinha, e ainda diz para o marido você precisa se converter. Que exemplo esse marido tem da esposa? Que evangelho é esse?

Unção para servir

A essência do ministério de todos os crentes é levar pessoas a Cristo por obras, palavras, prodígios e sinais, pelo poder do Espírito Santo. Podemos aprender como fazer isto com Estevão que não era apóstolo, nem profeta, nem evangelista, nem pastor, nem mestre. Era um simples diácono, palavra grega que significa servo, servente, serviçal ou garçon. Nele, podemos ver como o poder do Espírito Santo nos capacita para servir.

Independência, Dependência

Se por um lado independência pode significar conquista, por outro lado pode significar insegurança, medo, perdição.

A famosa luta por liberdade feita pelos jovens da década de 60, resultou em uma libertinagem sem limites. Hoje convivemos com um número maior de pessoas envolvidas com drogas, sexo fora do casamento, desrespeito aos pais e as autoridades, e a promiscuidade aumentou.

Crescendo na Vida Cristã

Ao criar a sua Igreja, Jesus sabia que ela precisava promover o crescimento espiritual de seus membros. Este crescimento não se concretizaria apenas na aquisição de conhecimentos, sem objetivos práticos. Quanto Paulo fala em "aperfeiçoamento dos santos", obviamente que ele pensa numa vida espiritual mais intensa e que agrade a Deus.

O Privilégio da Oração

Este conversar pode ser silencioso,  apenas em pensamentos; como também pode ser em palavras. Deus espera que compartilhemos com Ele toda a nossa vida, quer seja triste ou feliz. Ele quer que conheçamos o que Ele tem reservado para nós em seu Reino.
A oração não muda os propósitos de Deus com relação as nossas vidas, mas nos ajusta, nos coloca, nos alinha a eles.

Mais que vencedores

A segunda razão é porque Jesus despojou principados e potestades – “Tendo despojado os poderes e as autoridades, fez deles um espetáculo público, triunfando sobre eles na cruz” – Colossenses 2.15. Foi na cruz que Cristo tirou o poder dos governos e das autoridades espirituais
Agora, que somos “nascidos de novo”, temos o testemunho de uma vida como um filho de Deus.

Arrependimento

Não é remorso, que é temor das conseqüências do mal praticado. Não é o que muitos crentes pensam: Ir, somente, a Igreja assiduamente não basta, nem, apenas, orar ou, apenas, contribuir. Tudo isso pode ser feito e todavia, conservar o coração longe de Deus e apegado ao mundo e às suas influencias maléficas.

Corações Apaixonados

Assim, somos nós ainda hoje. Se algo não toca, não move o nosso coração, de maneira nenhuma moverá as nossas ações, mobilizará o nosso ministério. Sempre foi de corações apaixonados e obstinados que surgiram as grandes mudanças no mundo, especialmente na vida do povo de Deus. As mensagens dos profetas eram mensagens de corações apaixonados por Deus, por exemplo: "O deserto e a terra se alegrarão; o ermo exultará e florescerá como o narciso.

“Nem eu te Condeno...”

Conhecimento da lei e zelo religioso? De maneira alguma! O alvo deles era outro. Sabiam que Jesus era justo e cumpria toda a lei. Por outro lado também sabiam que o Mestre era cheio de amor e amado pelo povo. Assim, propuseram nos seus corações arranjar uma situação difícil para que Jesus renunciasse, pelo menos, a uma destas tão grandes qualidades: justiça e amor.